Maria Lopes

Maria Lopes

sexta-feira, junho 23, 2017

Inoã é a porta de entrada para a praia de Itaipuaçú.

Inoã em Maricá Distrito onde grande parte da populção é composta de trabalhadores.

Inoã é a porta de entrada para uma das praias mais famosas da região, a praia de Itaipuaçú.

No entanto o morador de Inoã é obrigado a conviver com o lixo permanente a porta de suas casas, crianças brincando ao lado de um valão a ceú aberto e as criancinhas sem opção brincam sujeitos a contrair doenças as mais variadas possíveis. 

   Inoã possui um centro, localizado às margens da Rodovia Amaral Peixoto (RJ-106) onde está localizada a maior parte dos seus serviços, e alguns bairros adjacentes .
Estes bairros são: Spar, Chácaras Inoã, Bosque Fundo, Santa Paula e Cassorotiba, sendo esta última uma área essencialmente rural.





Na rica Maricá Itaipuacú esta relegada ao descaso do Poder Público.

Na Rica Maricá Itaipuaçu esta relegada ao descaso do podr Público.


Esta é uma das principais vias de Acesso a linda pria de Itaipuacú e em sua entrada como cartão postal canal totalmente asoreado corta a conhecida Avenida 1 no cruzamento com a Rua Mariana antiga  169




A dependência de Maricá dos royalties de petróleo


Por João Henrique – Nos últimos dez anos, o município de Maricá disparou entre os municípios que recebem os recursos dos royalties. Em 2007, o município recebeu apenas R$ 5,7 milhões durante todo o ano, valor que corresponde a cerca de 2% (dois por cento) do que Maricá recebeu em 2016, somando uma quantia superior a R$ 309 milhões.
Maricá se tornou, o que há anos já previam, o município que mais recebe recursos dos royalties de petróleo, devido ao aumento da exploração principalmente no pré-sal.
Com o aumento dos recursos, veio o aumento dos investimentos em infraestrutura urbana, transportes, turismo, entre outras áreas.
Somente nos cinco primeiros meses de 2017, Maricá já recebeu mais de R$ 200 milhões em royalties, e o recurso é a base dos principais gastos do município em obras, shows, distribuição de renda, transportes, entre outros.


Porque existe inchente em Itaipua, Maricá no Rio de Janeiro  

A dependência de Maricá dos royalties de petróleo

http://maricainfo.com/2016/02/29/marica-recebeu-mais-de-r-280-milhoes-de-royalties-de-petroleo-em-2015.html

Tragédia Anunciada em no Recanto 3 em Itaipuaçu no Rio de Janeiro.

       Tragédia anunciada em Marica no Recanto 3 em Itaipuaçú no Rio de Janeiro.


A  conhecida Ponte Quebrada no Recanto 3 apresenta em sua estrutura considerável e visível deteriorização.
A estrutura do guardo corpo apresenta improviso entre os vãos que e são interligados entre uns aos outros com amarras de padacos de madeira envelhecida. 
Sem nenhuma preocupação por parte do Poder Público de Maricá com o intenso trânsito que diariamente circula no local se multiplicando consideravelmente e se revesando nesta estrutura de ponte envelhecida, quebrada e desgastada pela ferrrugem transita ônibus intermunicipais, municipais, caminhões e veículos de passeio como se fora uma ponte verdadeira .
Numa ponte de faz de conta de Maricá em Itaipuaçú na considetrada cidade rica o trânsito fliu no local em total falta de respeito à vida sobre um leito de canal totalmente assoreado (comprovados por imagens abaixo)
 Qual o papel de um vereador ?


Como representante político da população na esfera municipal, o vereador exerce o poder de legislar, mas também o de fiscalizar as ações do prefeito


Na função de legislar sobre a cidade, os vereadores aprovam as leis que regem a vida dos cidadãos, como transporte coletivo, coleta de lixo, manutenção de vias públicas e fiscalização sanitária, dentre outras. No trabalho cotidiano, aprovam ou rejeitam projetos de lei, produzem decretos legislativos, resoluções, indicações, pareceres e requerimentos.
Em relação à função de fiscalizar, eles devem acompanhar as ações do prefeito e secretários para garantir o uso adequado do dinheiro público. A fiscalização ocorre também por meio de análises do Plano Diretor e da atuação das comissões especiais com o objetivo de discutir e aprovar o orçamento anual, que define onde e como aplicar o orçamento do município.
Assim como os deputados, o vereador tem imunidade parlamentar. Ou seja, não pode sofrer ameaça judicial em decorrência das opiniões, palavras e votos no exercício de seu mandato. Se ele cometer um crime, no entanto, poderá ser preso, processado e julgado sem consulta prévia à Câmara.
Para onde estão indo o impostos do contribuinte pagador de altas taxas no município de Maricá? 
Acredite se quiser mas esta foto é a comprovação de um leito de canal sob  descaso do Poder Público para com o contribuinte. 
No momento que fotografava percebi uma equipe de limpeza das vias públicas no local e ao me aproximar percebi mais uma contradição num mesmo espaço havia, quatro trabalhadores varrendo a mesma calçada um bem proximo do outro e um pouco mais a frente uma patrol e outro grupo de trabalhadores que também fazaim varrição e todos jogavam toda a quuantidade de lixo e entulhos para dentro do "canal que neste contexto de descaso" se encontra toralmente assoreado. Não fotografei para não comprometer o trabalhador que infelizmente cumpre o que lhe determina. Itaipucçu, 22 de junho de 2016 ás 16:00.
Perguntei a uma moradora sobre a questão de época de chuvas e confirmou que as residências que margeia a esquerda do "canal " ccorre a invasão das águas da chuva.  
Comentou tambem quanto ao absurdo de mosquitos que convivem diariamente neste total abanmdono. 




Fotos: Maria Lopes de Andrade .
Trechos Saiba masi sobre as funções do vereador:
Saiba mais seguindo o link

http://www.brasil.gov.br/cidadania-e-justica/2016/07/saiba-mais-sobre-as-funcoes-do-vereador

Leia também : Maricá é o município que recebeu mais verbas dos royalties de petróleo em 2017
http://maricainfo.com/2017/05/01/marica-e-o-municipio-que-recebeu-mais-verbas-dos-royalties-de-petroleo-em-2017.html

Maria Lopes de Andrade
Jornalista Reg. CPJ. 24.825 - 76 - RJ
Radialista,
 Parapsicóloga Clínica, Acupunturista,Reikiana Master, Homeopata Metafísica ( Coordenadora de Estagio do Curso de Extensão em Homeopatia da Faculdade Federal de Viçosa- MG/ Reg: Livro 10, Nº 21615,Folha 193 v).,Participei do CBO 2000 a convite do MTE

Imagem do Canal no Recanto de Itaipuaçu

     Na sessão da Câmara de Vereadores de Maricá no Rio de Janeiro um vereador foi a tribuna discursou sobre o assoreamento do Canal do Recanto de e Itaipuaçú
 comentou inclusive que se não conseguisse maquinário apropriado para o desempenho da tarefa solicitaria funcionários da Prefeitura de Maricá para fazerem a tarefa alegando que pelo local estar muito cheio traz perigo aos moradores das margens caso ocorra uma chuva muito pesada.    





terça-feira, junho 20, 2017

Gratidão por visitarem os Blogs Maria Lopes

Luz, AMor e Paz a todos.

Emilio Santiago e Jorge Aragão.

Boa Tarde a todos os amigoa e visitantes.

Em Maricá as Leis do Trabalho são desrespeitadas



O QUE VOCÊ ACHA DA COBRANÇA DA TAXA DE COLETA DE LIXO EM MARICÁ? 

Segundo a Constituição Federal de 1988, é totalmente legal. “A taxa cobrada exclusivamente em razão dos serviços públicos de coleta, remoção e tratamento ou destinação de lixo ou resíduos provenientes de imóveis, não viola o artigo 145, II, da Constituição Federal. comentou o Consultor Jurídico RobertJúlio de Bragança".

O QUE VOCÊ ACHA DA COBRANÇA DA TAXA DE COLETA DE LIXO EM MARICÁ? 

Participei  (25/04), da Pré-conferência Municipal de Saúde das Mulheres e  da 1ª Conferência Regional da Metropolitana II de Saúde das Mulheres, em Niterói,como representante dos profissionais de Saúde de Maricá assim como da Pessoa com Necessidades Especiais. 
Num dos Eixos de debates foi ressaltado pelos Delegados as questões trabalhor da  limpeza urbana de Maricá.
Como um dos principais pontos apresentados para votação pelos Delegados foi o concurso público e a valorização do profissional da coleta do lixo urbano  segundo a Constituição Federal de 1988 e o exercício do artigo 165 da Consolidação das Leis do Trabalho

Fotos: Maricá, 17 de Junho de 2017
   Maria Lopes de Andrade Jornalista.  
XXX ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO 
Segurança do trabalho pode ser entendida como os conjuntos de medidas que são adotadas visando minimizar os acidentes de trabalho, doenças ocupacionais, bem como proteger a integridade e a capacidade de trabalho. A falta de segurança no trabalho ocasiona acidentes, e uma das classes afetadas diretamente é a dos profissionais da coleta de lixo, que estão expostos a vários riscos no decorrer de suas atividades. Essa profissão, quase sempre é desvalorizada e por isso não desperta a preocupação necessária em relação à segurança na qual o ofício exige. 
Notadamente a falta de conscientização da população, em não armazenar adequadamente o lixo, bem como a manifestação do preconceito em relação aos profissionais da coleta, pode ocasionar riscos. Esses podem ser: físicos, químicos, mecânicos, ergonômicos, biológicos e sociais. Todavia, a exposição aos agentes biológicos faz com que o trabalho de coleta do lixo urbano seja considerado insalubre, sendo assim, os coletores de lixo têm direito ao adicional de insalubridade de grau máximo. 
Outras situações nos quais esses profissionais são facilmente acometidos são: existência de agulhas de seringas, pedaços de vidros, espetinhos, odor fétido ao qual eles têm que suportar vindo dos lixos recolhidos. A atividade de recolhimento de lixo exige que os coletores corram, andem, carreguem peso possivelmente acima do seu limite, suportem chuvas, altas temperaturas, andem pendurados no caminhão, além de ficarem expostos aos ruídos externos do veículo coletor.
No entanto, apesar da importância desses trabalhadores para a cidade, eles são pouco valorizados. Diante deste contexto, esta pesquisa visa responder a seguinte questão: 
"As condições de trabalho estão garantindo a preservação da saúde e integridade físisica"? 

SEGURANÇA DO TRABALHO DOS PROFISSIONAIS DA COLETA DE LIXO NA CIDADE DE BOA VISTA-RR



 IMPORTÂNCIA DO USO DOS EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL PARA OS CATADORES DE LIXO
O trabalhador, enquanto no exercício do trabalho, indicando medidas preventivas (Higiene do Trabalho) e remediando os efeitos através da medicina do trabalho propriamente dita (CESARINO JÚNIOR,1997). 

Com a implantação do Programa Nacional de Saúde do Trabalhador, objetivou-se reduzir os acidentes e doenças relacionadas ao trabalho, mediante a execução de ações de promoção, reabilitação e vigilância na área de saúde. Já o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), 
coadjuvante nesse processo, tem o papel de realizar, entre outros, a inspeção e a fiscalização dos ambientes do trabalho em todo o território nacional. 

Para cumprir tal atribuição, fundamenta-se na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e na Portaria n.º 3.214/19785, que criou as Normas Regulamentadoras (NRs), e, em 1988, as chamadas Normas Regulamentadoras Rurais (NRRs) aprovadas pela Portaria n.º 3.0676. Essas normas são compostas atualmente por 32 NRs e quatro NRRs, sendo continuamente atualizadas. Para prevenção dos riscos ambientais, a NR-9 – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais. 

  O Brasil hoje dispõe de uma série de serviços voltados à prevenção de acidentes de trabalho, entre eles o mais importante é o desenvolvido pelas CIPAS (Comissões Internas de Prevenção de Acidentes) organizadas pelas empresas, compostas de representantes de empregadores e empregados, funcionando segundo normas fixadas pelo Ministério do Trabalho e voltadas ao serviço especializado em segurança e higiene do trabalho (NUNES, 2000).

A Medicina do Trabalho compreende o estudo das formas de proteção à saúde do trabalhador, enquanto no exercício do trabalho, indicando medidas preventivas (Higiene do Trabalho) e remediando os efeitos através da medicina do trabalho propriamente dita (CESARINO JÚNIOR,1997). 

Com a implantação do Programa Nacional de Saúde do Trabalhador, objetivou-se reduzir os acidentes e doenças relacionadas ao trabalho, mediante a execução de ações de promoção, reabilitação e vigilância na área de saúde. Já o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), coadjuvante nesse processo, tem o papel de realizar, entre outros, a inspeção e a fiscalização dos ambientes do trabalho em todo o território nacional. Para cumprir tal atribuição, fundamenta-se na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e na Portaria n.º 3.214/19785, que criou as Normas Regulamentadoras (NRs), e, em 1988, as chamadas Normas Regulamentadoras Rurais (NRRs) aprovadas pela Portaria n.º 3.0676. 
Essas normas são compostas atualmente por 32 NRs e quatro NRRs, sendo continuamente atualizadas. Para prevenção dos riscos ambientais, a NR-9 – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais. 10 As doenças do trabalho, ou doenças ocupacionais/profissionais, são aquelas decorrentes da exposição dos trabalhadores aos riscos ambientais, ergonômicos ou de acidentes. 

Elas se caracterizam quando se estabelece o nexo causal entre os danos observados na saúde do trabalhador e a exposição a determinados riscos ocupacionais (CONCEIÇÃO, 2001). Portanto, se existir risco presente, a conseqüência inicial é a atuação sobre o organismo humano que a ele está exposto, alterando sua qualidade de vida. Essa alteração pode ocorrer de diversas formas, dependendo dos agentes atuantes, do tempo de exposição, das condições inerentes a cada indivíduo e de fatores do meio em que se vive (CESARINO JÚNIOR, 1997). 

O Brasil hoje dispõe de uma série de serviços voltados à prevenção de acidentes de trabalho, entre eles o mais importante é o desenvolvido pelas CIPAS (Comissões Internas de Prevenção de Acidentes) organizadas pelas empresas, compostas de representantes de empregadores e empregados, funcionando segundo normas fixadas pelo Ministério do Trabalho e voltadas ao serviço especializado em segurança e higiene do trabalho (NUNES, 2000). 

O artigo 165 da Consolidação das Leis do Trabalho relata que, quando as medidas de ordem geral não oferecem completa proteção contra os riscos de acidentes, caberá à empresa fornecer, gratuitamente, equipamentos de proteção individual, tais como: óculos, máscaras, luvas, capacetes, cintos de segurança, calçados, roupas especiais e outros, que devem ser de uso obrigatório por parte dos empregados (CONCEIÇÃO, 2001).

O QUE VOCÊ ACHA DA COBRANÇA DA TAXA DE COLETA DE LIXO EM MARICÁ? 
http://maricainfo.com/2013/01/09/prefeitura-de-marica-inclui-taxa-de-coleta-de-lixo-no-iptu.html

Maria Lopes de Andrade Participei do CBO 2000 a convite do MTE,, Ministério do Trabalho e Emprego, Terapeuta Integrativa, novo conceito da OMS (Organização Mundial da Saúde) por integrar a mente, o corpo e o espírito no tratamento das pessoas.
Jornalista Reg. CPJ. 24.825 - 76 - RJ,Radialista, Parapsicóloga Clínica, Acupunturista,Reikiana Master, Homeopata Metafísica ( Coordenadora de Estagio do Curso de Extensão em Homeopatia da Faculdade Federal de Viçosa- MG/ Reg: Livro 10, Nº 216